Atendimento Telefônico de Segunda à Sexta

Loja: (34) 3316-0188 7h às 17h

Consultório: (34) 3316-0042 8h às 11h e 13h15 às 18h

  • Probiótico para a região vaginal - 60 Cápsulas

Probiótico para a região vaginal - 60 Cápsulas

  • Modelo: 62
  • Situação: Disponivel
  • R$ 144,00

1.Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado. 

2.Imagens meramente ilustrativas. 

3.Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem utilizar o produto. 

4.Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o fitoterapeuta. 

5.Não use o produto com o prazo de validade vencido. 

6.Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o produto se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem. 

7.Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças. 

8.Este produto não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação de um fitoterapeuta. 


AVISO IMPORTANTE!

Por se tratar de Produtos Naturais os resultados podem variar de indivíduo para indivíduo, sendo gradativo para uns e mais rápido para outros. Portanto, o terapeuta Ivandélio Sanctus não aconselha que interrompa nenhum outro tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Procure sempre uma orientação de profissionais qualificados!


Composição:

Lactb. acidophillus 200 Mi

Bifidumbacterium breve 1bi 

Lactb. rhamnosus 100 Mi 

Lactb. reuteri 300 Mi ufc 120 mg cap.


*PROBIÓTICOS EXCLUSIVOS COM CEPAS LIOFILIZADAS:
Não precisam de refrigeração
São gastro resistentes
Possuem certificados internacionais
HACCP
FDA
HALAL
ISO90012008
NFS


A maioria das pessoas pensa em bactérias como uma coisa ruim. Isto é compreensível, uma vez que as bactérias são responsáveis por muitas doenças e infecções. Mas aí veio na consciência pública que também há boas bactérias. Há uma microflora vaginal natural, repleta de bactérias que são destinadas a manter a saúde vaginal. Mas, se houver um desequilíbrio nesta flora, que pode causar vários problemas, que vão desde ao menor odor feminino a problemas muito mais graves. Uma maneira de manter a boa saúde vaginal é tomar probióticos vaginal. * Estes probióticos para as mulheres, podem ajudar a manter o equilíbrio natural. *

Algumas das bactériasprobióticas (www.bestprobioticsforwomen.com) em sua flora vaginal são projetados exclusivamente para manter outros níveis de bactérias sob controle. * Quando certas bactérias começam a overpopulate, problemas podem ocorrer. Se estas bactérias que mantêm outras bactérias em cheque começam a diminuir, isso pode facilmente levar ao crescimento excessivo de outros tipos de bactérias más. É aí que os probióticos para a saúde vaginal pode vir a calhar. * Os probióticos vaginal pode ajudar a trazer o equilíbrio de volta para sua flora vaginal, completando os níveis de bactérias benéficas em sua flora. *

Alguns exemplos de probióticos para mulheres incluem Nutraelle Femcare Fem-Dophilus, e Ultimate Flora Vaginal suporte.

Estes efeitos colaterais afetam poucas pessoas, e, mesmo que eles fazem, eles são geralmente muito leves e duram menos de três semanas, até que seu corpo se acostuma com as bactérias benéficas adicionais. Assim, os benefícios probióticos superam os efeitos colaterais mínimos. * Há muitos probióticos diferentes que você pode tomar para a saúde feminina e frescura. * Decidir a tomar um probiótico regularmente é um acéfalo. É obrigado a ajudá-lo a permanecer saudável. *

A parte mais difícil é decidir qual probiótico vaginal tomar. Há muitos probióticos para mulheres (www.bestprobioticsforwomen.com) no mercado, e nem todos eles são criados iguais. Alguns destes produtos funcionarão melhor para algumas mulheres do que para os outras. Outros produtos que irão funcionar bem para todas as mulheres, mas para um propósito mais específico, como abordar um sintoma particular. Ler comentários probióticas pode ajudá-lo a diminuir as suas opções para os produtos que são dignos de seu tempo e dinheiro a tentar. A adição de um probiótico ao seu regime diário promove a boa saúde vaginal.

Que os lactobacilos colaboram para a flora intestinal funcionar melhor, a maioria das pessoas já sabe. Normalmente consumidos em leites fermentados ou iogurtes enriquecidos, suas qualidades vão além e podem beneficiar, em especial, a saúde íntima das mulheres.

Prova disso é uma pesquisa realizada pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP), da Universidade de São Paulo, que mostra como culturas láticas probióticas (conjunto de micro-organismos do leite), em associação com medicamentos antimicrobianos tradicionais, podem aumentar a taxa de cura de infecções vaginais. O estudo foi realizado pelo farmacêutico-bioquímico, Rafael Chacon Ruiz Martinez, com a orientação da professora Elaine C. P. De Martins.


Pesquisa

As pacientes foram selecionadas e acompanhadas em centros de atendimento à saúde ligados à USP em Ribeirão Preto (SP). “O estudo realizado foi do tipo randomizado, duplo-cego, placebo-controlado de intervenção terapêutica”, explicou o pesquisador.

A pesquisa avaliou grupos de pacientes com infecções vaginais: um deles constituído por 64 mulheres diagnosticadas com vaginose bacteriana (VB) e outro por 68 pacientes diagnosticadas com candidíase vulvovaginal (CVV), além de um terceiro composto por 64 mulheres saudáveis (controle) e que, portanto, não sofreu qualquer tipo de intervenção terapêutica.

"Em nosso estudo, as pacientes diagnosticadas com vaginose bacteriana (VB) receberam como tratamento dose única do antibiótico tinidazol (2g) e suplementação com duas cápsulas para uso diário (via oral) contendo os micro-organismos probióticos ou placebo, de forma aleatória, durante quatro semanas. Por sua vez, as pacientes diagnosticadas com candidíase vaginal foram tratadas com dose única do antifúngico fluconazol (150mg) e, da mesma forma, suplementadas com os micro-organismos probióticos ou placebo", explica Martinez.


 Resultados

Ao final do período de pesquisa, as pacientes realizaram consulta ginecológica de retorno e os resultados indicaram que houve aumento da taxa de cura em ambos os grupos de mulheres que receberam os medicamentos tradicionais e suplementação com cápsulas contendo os microrganismos probióticos - em comparação àquelas que receberam medicamentos tradicionais e cápsulas de placebo (87,5% versus 50% para as pacientes diagnosticadas com vaginose bacteriana e 89,7% versus 65,4% para pacientes diagnosticas com candidíase vulvo vaginal, respectivamente).

A escolha das linhagens de micro-organimos probióticos foi Lactobacillus rhamnosus GR-1 e Lactobacillus reuteri RC-14. Estas cepas são estudadas desde a década de 80 por pesquisadores da Universidade Westerns, do Canadá, e mostram grande potencial para o tratamento e/ou prevenção de infecções vaginais.

Esses micro-organismos probióticos conseguem colonizar o trato digestivo e o epitélio vaginal (um dos tecidos que revestem a vagina). “Eles também podem auxiliar na manutenção do epitélio vaginal saudável por meio da redução da ascensão de patógenos do reto para a vagina e ainda por meio do aumento da imunidade da mucosa intestinal”, diz Martinez.


 

Especificações Gerais
Conteúdo Frasco com 60 cápsulas
Modo de Usar Tomar 01 cápsula antes do almoço e 01 cápsula antes do jantar
Validade 6 meses.

Escrever Comentário

Por favor faça seu Login ou Cadastre-se para faze um comentário.


Tags: lactobacilos, vaginal, flora, bactérias, probióticos, saúde vaginal, equilíbrio natural, saúde feminina, candidíase vulvovaginal, antibiótico, placebo, infecções vaginais, vaginose bacteriana, candidíase, Lactobacillus, tratamento, mucosa intestinal, aumento da imunidade, terapeuta, Ivandélio Sanctus